Veja

6/recent/ticker-posts

 


Policial acusado de matar jovem com tiro durante show na pecuária enfrenta júri popular em Goiânia


O policial civil Levy Moura de Sousa deve ir a júri popular nesta segunda-feira (4) pela morte do jovem Luan Vitor de Oliveira Souza, de 20 anos, em Goiânia. O crime aconteceu há quatro anos durante um show do cantor Lucas Lucco, na Exposição Agropecuária de Goiás. O réu responde pelo homicídio em liberdade. A sessão está prevista para começar às 8h30, no Fórum do Setor Oeste. O juiz Lourival Machado da Costa presidirá o júri. Pai de Luan Vitor, o comerciante Carlos José Souza, de 50 anos, afirmou que toda a família assistirá ao julgamento. Ele espera que o policial seja punido.

Segundo o comerciante, o filho sempre ajudava na loja da família e, na época, também trabalhava de atendente em uma lanchonete. Carlos José lamenta a ausência do filho e diz que a saudade é grande. “A gente mora na mesma casa, sempre tem as lembranças, não tem jeito de fugir disso. Tudo lembra dele.

Crime

Luan morreu no dia 18 de maio de 2013, durante o show do sertanejo.
 Imagens gravadas por um cinegrafista amador, 
que não quis se identificar,


O policial reforçou a versão de que agiu para se defender de ladrões que teriam acabado de roubar a câmera fotográfica da namorada dele. Ele afirmou que queria proteger sua família, mas que não pretendia atirar. Na época, o advogado de Levy era Thales José Jayme. O G1 tentou contato com o representante do réu, por telefone, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem. Veja mais notícias da região no G1 Goiás.