Veja

6/recent/ticker-posts

Governo do Rio anuncia rompimento de contrato de concessão do Maracanã


A decisão passa a ter valor dentro de 30 dias contados a partir deste 18 de março. O Governo do Estado passará a tomar conta do estádio e está aberto para conversar com os clubes.

 Flamengo e Fluminense tinham contratos em vigor com o consórcio (veja a manifestação dos clubes no fim da matéria). O governador, por sua vez, decretou: - Se a concessionária mantinha contrato com os clubes, na medida que ela é rescindida, eles não têm efeito. Por isso, nós vamos conversar com os clubes, com regras claras, de como pode ser usado no jogo. 

O que é resolvido entre as partes, uma vez negociado, é aquela coisa: o combinado não sai caro. O governador esclareceu que foi determinante para decisão o não pagamento da outorga pelo consórcio, além do mesmo não ter apresentado garantia de quitação de débitos em caso de contratempo. 

As dívidas desde maio de 2017 chegam a R$ 38 milhões. Witzel fez o anúncio juntamente com o vice-governador, Cláudio Castro, e os secretários de Estado da Casa Civil e Governança, José Luis Zamith, e do Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bournier. O governador falou sobre a gestão do estádio:

O governador do Rio de Janeiro disse que a decisão não impacta em nada no calendário de jogos previsto para o estádio, como os da Copa América, por exemplo.