Veja

6/recent/ticker-posts

 


Atlético-GO bate o Operário-PR e assume a vice-liderança


Aos 16 minutos, saiu o primeiro gol. Maílton cobrou escanteio e o lateral-esquerdo Peixoto apareceu na primeira trave para dar um toquinho de cabeça.

 Não houve reação e deu tempo do visitante ampliar aos 45. Maílton entrou driblando todo mundo na área e acabou derrubado: pênalti. Na cobrança no alto, ele mesmo confirmou o segundo gol. O Atlético Goianiense voltou mudado no segundo tempo. 

O técnico Wagner Lopes tirou o volante André Castro para a entrada do atacante Gilsinho e exigiu a pressão ofensiva. Deu certo porque o primeiro gol saiu aos quatro minutos. Após bate-rebate na pequena área, o zagueiro Gilvan chutou forte para estufar as redes. Em seguida, Jorginho bateu de fora da área e o goleiro Andre Luiz espalmou.

O empate parecia perto e saiu aos 12 minutos. O zagueiro Rodrigo furou na pequena área e a bola sobrou para o chute forte de Nicolas. A pressão continuou e Matheusinho chutou de longe para André Luiz espalmar para escanteio. Na cobrança com efeito do próprio Matheusinho, o atacante Mike cabeceou forte e no alto para fazer a virada: 3 a 2. 

 O jogo continuou movimentado e, aos 26 minutos, Mailton invadiu a área, chutou cruzado e o goleiro Gustavo impediu o empate do visitante. A esta altura, o Operário-PR já tinha mais dois atacantes em campo com as entradas de Lucas Batatinha e Jean Carlo. O time goiano ficou com um jogador a menos aos 40, com a falta violenta de Rodrigo Rodrigues em cima de Peixoto. 

 A partir daí, o Atlético-GO diminuiu o ritmo, administrou o jogo e ainda ampliou aos 50 minutos. Cleyton tentou proteger a bola na área e perdeu a bola, que sobrou para o chute de virada de Rodrigo Rodrigues. Pela 14.ª rodada, nesta sexta-feira, o Atlético Goianiense vai sair diante do Londrina, a partir das 19h15. No sábado, às 16h30, o Operário-PR pega o Criciúma, no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, no interior de Santa Catarina.