Veja

6/recent/ticker-posts

 


Após expulsão de “A Fazenda 13” Nego do Borel afirma inocência e ameaça tirar a própria vida

 


O cantor Nego do Borel decidiu gravar um vídeo, na noite deste domingo (26), no qual se manifestou sobre a sua expulsão do reality show rural “A Fazenda 13”, da Record TV. O funkeiro chorou ao dar a própria versão dos fatos e afirmou estar sendo vítima de uma injustiça.

“Todas essas coisas que venho sendo acusado e venho provando o contrário, juntamente com a polícia, não têm tido valor. Venho provando as coisas ao contrário e, mesmo assim, as pessoas vêm me atacando, me julgando. Sinto que a minha voz não está valendo de nada. Hoje, vejo o preconceito, o racismo escancarado na nossa sociedade”, declarou Nego na gravação, que foi publicada no feed do perfil oficial do artista no Instagram.

Ao falar sobre a retirada dele do programa, Nego do Borel disse que ainda não conseguiu compreender os motivos que levaram a direção da emissora a tomar esta decisão. Além disso, o músico alegou que não aconteceu nada entre ele e a modelo Dayane Mello no pós-festa.

“Conheci a Day, pessoa maravilhosa, gentil, simpática. Gostamos um do outro, aconteceu o que aconteceu e até agora não entendi por que estou aqui na minha casa. Mas se for pelo fato da Dayane ter dormido comigo no estado que ela estava, desde já eu quero aqui, primeiramente, pedir perdão a minha mãe, minha avó e minhas tias, que são mulheres, e depois pedir desculpa a todas as mulheres. Porque eu não vi maldade, eu não tive maldade na hora”, alegou Nego.

“Como a Adriane Galisteu falou na apresentação, que quando uma mulher está alcoolizada e ela fala que ‘não é não’ e ‘sim também é não’, vocês podem ver na filmagem que quando ela (Dayane) fala pra mim ‘não’, eu vou dormir. A gente não faz mais nada, a gente não transa”, continuou.

“Eu não entendi nada por que eu acordei aqui na minha casa. Até agora eu estou tentando assimilar tudo o que aconteceu, o que houve. As coisas daqui de fora também pesaram e me atrapalharam dentro da casa. Estou fora, estou com a minha família, mas estou triste pra caralh*. Não sei mais o que eu falo, o que eu faço. A minha palavra não tem relevância”, desabafou.

Na sequência, Nego contou não estar sabendo lidar com toda esta situação e ainda ameaçou cometer suicídio. “Mano, eu vou acabar tirando a minha vida. Eu não estou blefando. Estou sendo taxado como bandido, criminoso. Não mato, não roubo. Tem tanta gente fazendo tanta maldade por aí. Estou querendo saber o que eu fiz pra merecer tanto ódio. Por que isso, mano?”, indagou. “Se eu fosse um bandido, (por) tudo o que eu fui acusado, era pra eu estar preso. E eu estou aqui dentro de casa, sofrendo um pré-julgamento da galera da internet, do Brasil. Vamos esperar a polícia apurar tudo”, prosseguiu.

“Saí de um reality que eu fiz amizade. Eu estava feliz. Mais uma coisa que eu perdi. Eu não sei mais o que eu faço da minha vida. Esse é o racismo na cara da sociedade. É porque eu sou preto? Porque sou funkeiro? Porque vim da favela? Vocês vão tirar a minha vida. Eu tô depressivo, eu tô magoado, eu tô mal. Eu não fiz por maldade”, completou.

Já próximo de finalizar o vídeo, Nego do Borel não segurou as lágrimas e fez um último desabafo. “Mais uma vez eu perdi uma oportunidade para mostrar quem eu era. Fui pra roça, voltei. Falei: ‘Caraca, as pessoas vão me conhecer’. E aí quando eu acordo, eu tô em casa. O que eu fiz? Eu dormi com a mulher. A mulher estava, sim, bêbada. Eu não fiz nada. Ela falou que não. A gente descansou, dormiu. Amei dormir com ela. E mesmo assim, eu tô aqui. Aí todas as coisas boas que eu fiz são apagadas”, lamentou.

Abaixo confira o vídeo completo com o relato de Nego do Borel:


Postar um comentário

0 Comentários