Veja

6/recent/ticker-posts

 


Em Goiás ; Polícia indicia PM e mais um por estupro coletivo de jovem

 


A Polícia Civil indiciou um policial militar e mais um homem pelo estupro coletivo de uma jovem de 25 anos durante uma festa em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A vítima denunciou que foi violentada por cinco homens, mas a investigação não conseguiu elementos suficientes para indiciar outros suspeitos. Foram indiciados o subtenente da PM do Distrito Federal Irineu Marques Dias e Thiago de Castro Muniz.


 A defesa dos dois disse que respeita o trabalho da polícia, mas repudia a conclusão do inquérito, “já que não corresponde à realidade das apurações, principalmente pelo fato de que não foi capaz de produzir uma única prova”. Um terceiro suspeito, Daniel Marques Dias, irmão do policial, foi preso, mas não foi indiciado por falta de elementos. 

“A própria vítima disse que pode ter se confundido e tinha dúvidas com relação à identidade dele”, explicou a delegada Tamires Teixeira. Agora, caberá à defesa fazer o pedido de liberdade dele. 

 A defesa dos investigados disse que já pediu a revogação da prisão dos três e aguarda decisão da Justiça. Um quarto homem foi identificado como suspeito pela polícia, mas ainda não existem provas contra ele. 

O quinto homem que, segundo a vítima, teria participado do estupro ainda não foi identificado. "Eles ainda continuam sendo investigado ao longo do processo. O Ministério Público pode ouvir mais testemunhas e denunciá-los mesmo sem a polícia ter feito o indiciamento", disse a delegada.

Postar um comentário

0 Comentários