Duas mulheres são presas por homicídio na região oeste de Goiânia

 


A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, cumpriu, no dia 06 de maio, mandado de prisão temporária, em desfavor de Jéssica de Araújo, investigada por envolvimento no homicídio de Natália Alves Teixeira, ocorrido em novembro do ano passado, no Bairro Vera Cruz I, em Goiânia.

Ketllyn Ribeiro de Almeida, a outra investigada pelo mesmo crime. já havia sido presa em Caturaí, no último dia 2, pela DIH, por força de mandado de prisão temporária, no mesmo caso.

Durante a investigação, apurou-se que a vítima Natália Pereira integrava uma organização criminosa e foi morta por ter sido apontada como informante da polícia.

O mandante do crime, o preso Estácio Azambuja, disse à Natalia que ela deveria entrar no carro de Jéssica e ir a um endereço a fim de buscar um carro proveniente de roubo.
No entanto, tudo era um atrativo para que a vítima fosse levada ao local em que estava o executor. Antes de ser morta, Natália recebeu uma chamada de vídeo do preso, que contou, então, que ela morreria pois ele havia descoberto a traição.

Segundo a delegada Rafaela Azzi, responsável pelo inquérito, a investigada Kettlyn, concorrente de Natália, teria contado da traição para o detento, com o objetivo de assumir o posto dentro da organização.


Gostou do conteúdo ? doe qualquer quantia para manter o site no ar

Postar um comentário

0 Comentários