Veja

6/recent/ticker-posts

Na Câmara Municipal de Goiânia Policiais Civis são homenageados pelo vereador Thialu Guiotti

 


A Sessão Especial híbrida, para homenagear os Policiais Civis de Goiás, realizada nesta quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Goiânia, e foi repleta de emoção. A sessão foi proposta pelos vereadores Thialu Guiotti (Avante) e Cabo Senna (Patriota), que a presidiram, e contou com dez participações presenciais e várias outras virtuais. Foram homenageados mais de cem policiais, entre delegados, escrivães, peritos e agentes. Com atuação permanente em todo o Estado, a Polícia Civil conta hoje com um efetivo de 3.663 profissionais. 

O Dia do Policial Civil é comemorado no dia 21 de abril, mas devido à pandemia, foi necessário adiar a realização da sessão especial. A homenagem às mulheres e homens foi oportuna porque, além do trabalho realizado nas delegacias, eles estão à frente de seu tempo, buscando proporcionar segurança e qualidade de vida ao cidadão goiano. 

“Como vereador e cidadão goianiense que sou, é gratificante ver os policiais imbuídos da missão em tornar o estado seguro e de boa convivência para os cidadãos. Promovendo a integração da sociedade, modernização dos serviços e aprimoramento da inteligência e investigação. Tamanho esforço pode ser ilustrado pelos milhares de atendimentos realizados durante um ano. Números que poderiam ser menores, mas ainda lidamos com altíssimos índices de violência no Brasil, no estado e em Goiânia”, afirmou Thialu em discurso. Goiás conta hoje com 26 delegacias distritais, apenas em Goiânia. A delegacia virtual, que foi essencial no momento mais grave da pandemia, quando os atendimentos presenciais eram restritos a crimes graves. Mais de 22 delegacias especializadas, 4 grupos de controle e repressão a crimes e 18 delegacias regionais. Destas há várias unidades com atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além do trabalho excepcional e incessante, de investigação e elucidação de crimes mesmo durante a pandemia, momento que em a violência aumentou, principalmente a doméstica. 

O Gerente de Planejamento Operacional/ SPJ, delegado Rilmo Braga representou o delegado-geral da Polícia Civil, Alexandre Pinto Lourenço, na sessão. Em discurso, Rilmo Braga disse que a pandemia dificultou de forma complexa do trabalho de todos os profissionais que são da polícia. “Todos, de forma corajosa, enfrentaram o difícil momento, com novas medidas e reinventaram as atividades investigativas, as operações policiais para que pudéssemos alcançar índices de criminalidades desejáveis e fosse possível manter todo o panorama que a Polícia Civil vinha alcançando.” Ele também destacou e agradeceu a oportunidade de representar o delegado-geral, que estava em um outro compromisso, e os colegas de profissão. 

O delegado Rilmo Braga também fez uma homenagem aos 13 policiais que faleceram vítimas da Covid-19. São eles e elas: delegado Adenir Joaquim Barbosa, escrivão Adolfo de Freitas, agente Maira Rubia, agente Adney Brito de Oliveira, agente Gilma Custódio de Freitas, agente Roberto Marcos Naves, agente Sara Cardoso, agente Cleverson da Silva, agente Joaquim de Almeida, agente Vagner José, agente Carlos Ney, assessor polícia Joaquim Cândido e o agente Juliano Teles. “Que este sentimento de perda que todos os dias nos consome em razão do falecimento dos nossos colegas possa se mesclar ao sentimento de esperança que a vacina dá a cada um dos nossos policiais e nossas famílias, para que possamos honrar cada um desses policiais e mostrar para a sociedade que a Polícia Civil não parou em nenhum momento. Vamos trabalhar ainda mais, com gás total, com esse vigor que estamos embalados para que possamos aumentar nossos índices de trabalho realizados e bem-sucedidos. Para que a cada dia possamos entregar um serviço de melhor qualidade para a sociedade”, ressaltou.

Postar um comentário

0 Comentários