Operação para prender Lázaro entra no 16º dia



A força-tarefa que tenta prender Lázaro Barbosa entra no 16º dia. Para conseguir localizar o suspeito de cinco mortes, as equipes usam imagens de satélite e drones que conseguem registrar movimentação a 250 metros de distância e, inclusive, a noite. Cerca de 270 policiais de diferentes forças de segurança participam dessa operação, que está concentrada em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. 


 Os drones são usados após moradores denunciarem que viram alguma movimentação em determinada região na área de buscas. O tempo para se chegar ao local e o terreno, com grutas e cavernas, podem ser fatores que dificultam o trabalho com esse equipamento. A Polícia Federal também instalou equipamentos que aumentam a distância do sinal de rádio das equipes. Agora, o raio de comunicação é de 35 km. 




 A força-tarefa também segue com várias barreiras em estradas de terra e rodovias nas regiões de Cocalzinho e Águas Lindas de Goiás. A SSP-GO disponibilizou um aplicativo para que moradores da região possam fazer denúncias e alertas. Para evitar trotes, apenas pessoas em um raio de 100 km da área de busca podem enviar os pedidos de socorro. Além disso, há um disque denúncia para reforçar as buscas pelo criminoso.

 Quem tiver informações relevantes pode encaminhar para o telefone (61) 9 9839-5284.

Postar um comentário

0 Comentários