Presidente da CPI afirma, Bolsonaro cai até sexta feira

 


O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, disse, de acordo com a Veja, acreditar que a comissao chegou a um caso concreto de corrupção envolvendo Jair Bolsonaro e a pandemia: as possíveis irregularidades no processo de compra da Covaxin, vacina indiana contra a Covid-19.


Se referindo aos depoimentos do deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) e de seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Fernandes Miranda, que serão ouvidos pela CPI nesta sexta-feira (25), Aziz teria dito que Bolsonaro veria o início de sua queda. "O governo não se aguenta. Sexta-feira ele cai. O governo vai desmoronar".


Aziz quer focar as atenções da CPI no escândalo da Covaxin, deixando de lado, por enquanto, outros assuntos que podem também atingir Bolsonaro, mas que têm potencial de impacto menor.


O vice-presidente da comissão de inquérito, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), já anunciou que vai requisitar proteção policial para que Luís Miranda e o irmão sejam escoltados até a CPI.

Postar um comentário

0 Comentários