dólar encerrou esta segunda-feira em alta de 0,67%, cotado a R$ 5,281, valor a que não chegava desde 26 de maio, quando fechou vendido a R$ 5,313. 

A tendência de fortalecimento da moeda norte-americana no mundo, somada ao recorrente clima de instabilidade político-fiscal no plano doméstico, tem colaborando para a piora dos indicadores. Dados fracos sobre a economia chinesa divulgados nesta segunda também mexeram com os mercados.

Pela primeira vez no ano, a expectativa do mercado financeiro para a inflação de 2021 alcançou o patamar de 7%, de acordo om a pesquisa semanal com agentes do mercado do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado nesta segunda-feira (16). Essa foi a 19ª alta na projeção para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Há um mês, a previsão estava em 6,31%.