Pesquisadores detectaram a nova variante do Sars-Cov-2, conhecida como Gamma Plus, derivada da variante Gamma (encontrada em Manaus e antes denominada P.1) em amostras de diversas cidades de Goiás. O sequenciamento foi realizado dentro do projeto de mapeamento das variantes do Sars Cov-2 realizado na Universidade Federal de Goiás (UFG), em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Goiás e Instituto Federal de Goiás.

A alteração genética dessa variante está em uma parte do vírus que responde pela velocidade com que ele entra nas células do corpo infectado. Esta alteração também é encontrada na variante Delta (Índia) e preocupa porque pode significar uma maior capacidade de contágio, relata a professora Mariana Telles, coordenadora do projeto.

No primeiro conjunto de 62 amostras sequenciadas 54 eram do tipo Gamma, 1 Alpha (Reino Unido) e 7 da Gamma Plus. No segundo conjunto de 61 amostras analisadas, 40 eram do tipo Gamma, 20 da Gamma Plus e 1 B.1.153.  As amostras vieram de diversas cidades de Goiás.