PESQUISA BRASMARKET/DEZEMBRO: Bolsonaro lidera com 34,8% e Lula é o segundo com 14,4%.

 


O Instituto Brasmarket, Inteligência em Pesquisa, há 40 anos pesquisando o Brasil, acaba de publicar sua mais nova pesquisa de intenção de votos para presidente do Brasil. Em 2022 o Brasil vai eleger o seu presidente. Esta pesquisa é a maior e mais completa já realizada com vistas às eleições de 2022.

Foram 4.600 entrevistas realizadas na primeira semana de dezembro por telefone em 428 cidades do Brasil em todas as regiões do país, o que faz com que esta sondagem tenha uma miníscula margem de erro de apenas 1,4%. O intervalo de confiança é de 95%, o que significa dizer que se forem realizadas 100 vezes esta pesquisa e com a mesma metodologia, pelo menos 95 delas terão o mesmo resultado.

Os resultados são impressionantes tanto em nível nacional quanto nas regiões país afora dividas em Região Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

O presidente Jair Bolsonadro (PL), pré-candidato à reeleição é o grande favorito para vencer as eleições de 2022. Segundo o Instituto Brasmarket a eleição presidencial está sendo disputada pra valer entre Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Bolsonaro vence Lula em todas as regiões do Brasil, inclusive no Nordeste onde muito se falava que o pré-candidato do PT seria imbatível.

Na pesquisa espontânea, quando não é apresentado nenhum nome ao eleitor durante a entrevista, Jair Bolsonaro lidera com 30,6% contra apenas 14,4% de Lula. Sergio Moro (Podemos) aparece com  3,9% das intenções de voto, Ciro Gomes (PDT) tem 2,2%, João Doria (PSDB) atingiu 1,1% e os demais pré-candidatos não chegam a 1%. Chama a atenção o grande número de indecisos que são 38,1%.

Já na estimulada, quando os nomes são apresentados ao eleitor, Jair Bolsonaro sobe para 34,8%, Lula chega a 19%, Moro tem 7,8%, Ciro Gomes 5,2%, João Doria 2,4%, Luiz Henrioque Mandetta (União Brasil) 0,4% e Simone Tebet (MDB) 0,3%. Os indecisos caem para 17,7%.

A rejeição mostra Lula na liderança com 40,4%, Bolsonaro tem 37,9%, Joao Doria 2,7%, Moro 1,9%, Ciro Gomes 1,7, sendo que Simone Tebet e Eduardo Leite não chegam a 1% de rejeição.



Postar um comentário

0 Comentários