STJ mantém bloqueio da investigação contra padre Robson

 


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve o bloqueio da investigação criminal contra o padre Robson de Oliveira por suspeita de desvio de dinheiro doado por fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). A decisão, por unanimidade, ocorreu no início da tarde desta terça-feira (14) em julgamento da sexta-turma do STJ. Cabe recurso.Por ligação, a defesa do padre, conduzida pelos advogados Cléber Lopes e Pedro Paulo, comemorou a decisão do STJ e disse que isso "confirma a tese de que não houve crime na gestão da Afipe”. O religioso sempre negou qualquer irregularidade no comando da associação.

Em nota, o Ministério Público informou que não foi notificado da decisão e não se manifestará até ter conhecimento do teor do voto.