Produtora da rádio Bandeirantes de Goiânia emite nota sobre comentário de Alípio Nogueira

Veja

6/recent/ticker-posts

Produtora da rádio Bandeirantes de Goiânia emite nota sobre comentário de Alípio Nogueira




A produtora que foi alvo do comentário de Alípio Nogueira sobre ir trabalhar de minissaia manifestou a sua indignação com o episódio por meio de nota. A situação ficou gravada em vídeo (assista abaixo). A jovem disse que, no dia em que tudo aconteceu, ela estava usando calças e criticou a fala do colega Veja o video A rádio explicou que o programa é feito pela "Equipe Feras do Esporte, que trabalha em regime de parceria com emissora". 


A empresa também divulgou que solicitou a “imediata rescisão contratual do jornalista”.





 Leia nota completa da produtora


 Fui arrastada para um furacão na tarde desta segunda e confesso que estou triste por ter sido exposta e ver meus familiares também expostos. Porém sei que o comentário sobre minha pessoa que atingiu a milhares de mulheres no Brasil são reflexos de uma realidade que precisa ser combatida e mudada. 

Na ocasião estava de calça, camiseta e tênis, me surpreendi com uma analogia desconexa com a realidade, lembrando que mesmo se estivesse de fato de saia, seria descabido e machista. Gostaria de ser lembrada pelo meu trabalho, luta e história, e não por esse episódio lamentável. 

 Quero agradecer de coração a postura de Nivaldo Carvalho - Diretor de Esportes e Bruno Daniel - Coordenador, que estão me dando todo carinho e suporte necessários para vencer esse momento de cabeça erguida. 

Destaco também o apoio dos meus companheiros de Feras do Esporte, que se mostraram totalmente sensíveis e amigos. As centenas mensagens de carinho de amigos, pessoas até então desconhecidas e familiares. Enfim, que isso sirva de lição e aprendizado. Nenhuma mulher deve ser classificada pelas roupas que usa!

Nota da emissora 


“A Rádio Bandeirantes Goiânia, por meio de seus diretores, vem a público diante dos fatos acontecidos na transmissão veiculada no programa Esporte em Debate do dia 24 de janeiro deste ano, manifestar sua indignação e repúdio em relação ao discurso proferido pelo comentarista Alípio Nogueira, integrante da equipe parceira “Feras do Esporte”. Em um país onde  das mulheres mortas decorrem pelo único fato de serem mulheres e ainda mais grave, 4 (quatro) mulheres por dia são mortas por homens que se dizem ser seus companheiros ou ex-companheiros, é injustificável e inaceitável o discurso adotado pelo comentarista de culpabilização feminina. Não é o traje que a mulher veste que determina as chances de violência de qualquer espécie contra a mesma”.


Postar um comentário

0 Comentários