Trindade ; Foragido por homicídio qualificado é preso

 

A Polícia Civil de Goiás, através da 2ª Delegacia Distrital de Trindade, cumpriu um mandado de prisão preventiva ontem (27), no Setor Maysa, em Trindade, em face um indivíduo foragido da Justiça pelo crime de tentativa de homicídio qualificado.

A Polícia Civil de Goiás, através da 2ª Delegacia Distrital de Trindade, cumpriu um mandado de prisão preventiva ontem (27), no Setor Maysa, em Trindade, em face um indivíduo foragido da Justiça pelo crime de tentativa de homicídio qualificado.

O fato ocorreu dia 13 de junho de 2020, às 21h30, na Rua SB-58, Setor São Bernardo, em Trindade. O autor, com inequívoca intenção de matar, mediante dissimulação e disparos de arma de fogo, deu início à execução de um crime de homicídio qualificado contra a vítima, o qual só não se consumou por circunstâncias alheias à sua vontade. Ele teria iniciado a execução do delito de dentro de um veículo Corsa Classic, na companhia de um outro indivíduo, que ainda não foi identificado.

A vítima foi alvejada com um disparo nas costas, mas relatou que o executor acionou o gatilho por mais três vezes, porém a arma falhou. A motivação do crime ainda está sendo esclarecida, mas a vítima afirma que conhecia o autor e com ele não possuía nenhuma rixa. Por outro lado, o investigado alega que tentou contra a vida da vítima porque ele o teria feito ameaça após o autor interceder em uma briga de casal entre a vítima e sua namorada. Após a prática do crime, o indivíduo empreendeu fuga e encontrava-se foragido, sendo expedido o referido mandado de prisão em seu desfavor

Diante disso, a equipe recebeu informações de que o indivíduo estaria em uma distribuidora, localizada na Avenida Goiânia, em Trindade. Assim, foi realizada diligência no intuito de localizá-lo e, por volta das 19h10, o foragido foi encontrado no local mencionado e dado cumprimento em seu mandado de prisão.

Cumpre salientar que os investigadores tiveram notícias que o indivíduo circulava com uma camiseta da Polícia Militar no intuito de não ser abordado e consequentemente preso. No momento da sua prisão, confirmou que possuía o uniforme, o qual foi devidamente apreendido para subsidiar novas investigações sobre possível ocorrência de ilícitos penais praticados ao usar o referido uniforme.

Ele foi encaminhado ao Hospital Estadual de Trindade para a confecção de relatório médico, em seguida à delegacia de polícia e, após a realização dos procedimentos de praxe, o indivíduo foi conduzido até a Unidade Prisional de Trindade.



Postar um comentário

0 Comentários