Amazonas; Professor de Anatomia é afastado por tráfico de órgãos

 


O professor de Anatomia da Escola Superior de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Helder Bindá Pimenta, de 37 anos, é investigado pela Polícia Federal suspeito de ter enviado por correio ilegalmente a Singapura órgãos humanos plastinados, com destino a um famoso designer de moda indonésio. Segundo os investigadores da PF, há indícios de que o docente postou uma encomenda contendo uma mão e três placentas. 

O pacote teria saído de Manaus rumo ao país asiático. Nesta terça-feira (22), os agentes federais fizeram uma ação, denominada de Operação Plastina, onde cumpriram dois mandados de busca e apreensão. Se condenado, o professor poderá responder pelo crime de tráfico internacional de órgãos humanos, com pena de até 8 anos de reclusão.

 Além das buscas, a Justiça também determinou o afastamento do professor de suas funções públicas, o que foi cumprido pela Universidade. O reitor da instituição ordenou ainda a instauração de uma sindicância interna para apurar a conduta do professor.

Postar um comentário

0 Comentários