Bolsonaro e Lula sobem o tom e voltam a trocar farpas



 O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar o partido dos trabalhadores e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As declarações foram dadas à imprensa durante o encontro com o presidente do Peru, Pedro Castillo, em Porto Velho, Rondônia. Em seguida, o ex-presidente petista também criticou Bolsonaro. Primeiro, Bolsonaro voltou a defender a liberdade de imprensa, criticando o Lula que chegou a afirmar que iria regulamentar a mídia caso seja eleito este ano. 

“Nós queremos uma América do Sul livre, liberdade de expressão, liberdade de imprensa para todos aqui. Logicamente que esse encontro aqui tem a ver com isso. Nós [Brasil e Peru] podemos ter uma boa relação se a democracia imperar de fato no seu país”, afirmou.

Bolsonaro voltou a subir o tom e disse que o dinheiro que deveria ter sido investido no Brasil durante a gestão do PT foi desviado para beneficiar países vizinhos. 

“O endividamento da Petrobrás de 2003 a 2015, por coincidência o [governo do] PT, foi de R$ 900 bilhões. Vocês que botam combustível no carro, bota gasolina, estão reclamando, estão pagando essa conta. E alguns querem que quem roubou a Petrobras volte a roubar de novo”, disse.

Postar um comentário

0 Comentários