PRTB recorre da decisão do TRE que cassou Bruno Diniz e Santana Gomes

Veja

6/recent/ticker-posts

PRTB recorre da decisão do TRE que cassou Bruno Diniz e Santana Gomes

 


O PRTB entrou nesta segunda-feira (11/04) com recurso para recorrer da decisão do TRE que cassou toda a chapa da sigla nas eleições municipais de 2020 em Goiânia e culminou na perda de mandato dos vereadores Bruno Diniz e Santana Gomes. Segundo a Corte, a legenda descumpriu as cotas de gênero, que reservam 30% das candidaturas nas chapas proporcionais para mulheres

De acordo com Remy, o PRTB participou do pleito registrando 33% da chapa com a cota feminina, o que ultrapassa o estabelecido na lei eleitoral. “O problema que nós temos aí não é de não cumprimento ou não participação das mulheres. Isso está cumprido e isso não é pauta no presente processo. Porque então cassou? Depois que cumpriu os 33%, partidos entraram com processos contra várias chapas, o PRTB foi algumas delas alegando que houve fraude na formação da cota feminina. 

Remy, que assumiu a defesa do partido recentemente, explica que ambas as candidatas desistiram do pleito ao longo do processo. “O que é importante entender desse processo? O juiz da 127ª Zona Eleitoral que julga esse processo em primeiro grau acompanhando o parecer do Ministério Público julgou improcedente a ação. O TRE, então, vem reformar a decisão do primeiro grau. O que o juiz do primeiro grau que instruiu as testemunhas e ouviu o processo entendeu? Entendeu que não havia provas robustas. Não havia a prova da vontade de fraudar o processo eleitoral. O que está em voga é a vontade de fraudar o processo eleitoral”, explica.

Postar um comentário

0 Comentários