Júri dos acusados de matar Valério Luiz é adiado após defesa de ex-presidente do Atlético-GO deixar plenário

 


O julgamento dos cinco réus por matar o radialista Valério Luiz foi adiado pela terceira vez em Goiânia. A informação foi divulgada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) e o adiamento aconteceu após a defesa de Maurício Sampaio, ex-presidente do Atlético-GO, abandonar o plenário. De acordo com o Tribunal de Justiça de Goiás, os advogados foram multados em cem salários mínimos, cerca de R$ 121 mil. O MP-GO informou que o júri foi remarcado para o dia 13 de junho. O júri já foi adiado uma vez por causa da pandemia da Covid-19 e outra após o então advogado do cartorário e vice-presidente do Conselho Administrativo do Atlético-GO Maurício Sampaio, acusado de encomendar o crime, desistir da defesa.

Postar um comentário

0 Comentários