Presidente Jair Bolsonaro falou sobre o caso do anestesista que estuprava grávidas dopadas em uma clínica no Rio de Janeiro
Presidente Jair Bolsonaro falou sobre o caso do anestesista que estuprava grávidas dopadas em uma clínica no Rio de Janeiro


 O presidente Jair Bolsonaro (PL) utilizou as suas redes sociais nesta segunda-feira, 11, para se posicionar sobre o caso de um médico anestesista que foi flagrado cometendo atos de estupro contra grávidas em uma clinica no Rio de Janeiro. O mandatário considerou “extremamente lamentável” que a Constituição brasileira não permita que o criminoso seja preso de maneira perpétua, sem nenhum tipo de privilégio.

“Direitos humanos é para a vítima, esse vagabundo que se exploda!”, pontuou o Presidente Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira.


Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu Giovanni Quintella Bezerra por dopar gestantes que encontravam-se em trabalho de parto e inserir sua genitália na boca e no rosto da vítima. 

Veja Também

Serviços da secretaria de finanças de Goiânia devem ser agendados , saiba maisVideo mostra momento que tesoureiro do PT é assassinado

professor Wolmir Amado é candidato do PT ao governo de GoiásLula volta a falar sobre fim do teto de gastos e diz que Moro ‘está comendo o pão que o diabo amassou’