A polícia dinamarquesa excluiu a tese de motivação terrorista no ataque desse domingo (3) em um centro comercial de Copenhague. O jovem suspeito da autoria do ataque já estava já identificado pelos serviços de saúde por registrar antecedentes psiquiátricos. O tiroteio deixou três mortos, além de feridos graves.

Identificado como dinamarquês, o suspeito tem 22 anos. Ele não tinha licença para portar as armas usadas no ataque. As autoridades acreditam que tenha disparado aleatoriamente.

Testemunhas contam que mais de 100 pessoas correram para as portas de saída do centro comercial, enquanto outras tentavam refugiar-se dentro de um restaurante e em lojas após os primeiros tiros terem sido ouvidos. Os funcionários do recinto colocaram barricadas nas portas e assim permaneceram por cerca de 45 minutos.