Em indireta à ala lulista do MDB, a candidata à Presidência pelo partido, Simone Tebet (MS), defendeu na tarde desta segunda-feira, 1º, um “mea-culpa” de parlamentares da legenda que se envolveram no escândalo do Petrolão, denunciado nos governos petistas.

“Triste Brasil que, nessa loucura de escolher entre o menos pior, tem que escolher entre o passado que tem escândalos de corrupção do Mensalão, que comprou a reeleição, e do Petrolão, inclusive envolvendo membros do meu partido. Nós temos que fazer um mea-culpa do Petrolão”, disse.

O discurso foi feito durante participação em um evento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) sobre propostas para o Brasil.