Veja

6/recent/ticker-posts

 


Em Goiás está fixado valor máximo de cobrança do ICMS sobre combustível

 



Defendido pelo governador Ronaldo Caiado, o congelamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos combustíveis entrou em vigor ontem (1º). No litro da gasolina comum será cobrado valor fixo de R$ 6,55. Com a medida, não será mais repassado ao consumidor aumento quando houver reajustes estabelecidos pela Petrobras. “Congelamos qualquer cobrança sobre esses aumentos, a partir de agora”, afirmou o governador, na sexta-feira (29). “E não vamos admitir abusos. O cidadão não aguenta mais todo dia ter que arcar com esses aumentos”, alertou.

Além da gasolina, que terá seu ICMS cobrado sobre o preço fixo no litro da gasolina comum, que é de R$ 6,5553, outros combustíveis também serão alcançados pela nova medida acatada pelo Governo de Goiás. O óleo diesel obedecerá ao valor de R$ 4,9876; gás de cozinha, R$ 8,0400 o quilo; e etanol hidratado, R$ 4,7720. “O que passar desses valores não terá imposto”, apontou o governador.

Postar um comentário

0 Comentários