Alexandre Garcia é desmentido pela CNN Brasil após fala antivacina ; Vídeo

 

Jornalista afirmou, sem apresentar provas, que os jovens abaixo dos 18 anos não precisam de vacinação obrigatória contra Covid-19 (Foto: Reprodução/CNN Brasil)
Jornalista afirmou, sem apresentar provas, que os jovens abaixo dos 18 anos não precisam de vacinação obrigatória contra Covid-19
(Foto: Reprodução/CNN Brasil)

O jornalista Alexandre Garcia foi desmentido ao vivo, nesta quinta-feira (19), durante a sua participação no quadro “Liberdade de Opinião”, do programa “CNN Novo Dia”. Na atração, Garcia afirmou que crianças e adolescentes abaixo de 18 anos “não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas”. Porém, logo depois, a apresentadora Elisa Veeck esclareceu a desinformação.

Toda essa situação teve início quando a âncora do telejornal pediu que Garcia comentasse sobre a recusa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em liberar a Coronavac para aplicação em menores de idade. Nessa hora, o jornalista declarou, sem ter provas, que os jovens não precisam de vacinação obrigatória. “A estatística mostra que parece que o vírus não se dá bem com jovem, com crianças principalmente”, disparou.

Após o término do quadro, a CNN Brasil procurou o infectologista e presidente da Sociedade Brasileira e Imunizações Renato Kfouri para apurar a veracidade da fala. Depois do contato, Elisa Veeck desmentiu ao vivo a desinformação. “Segundo o médico, a medida que se previne mortes em adultos e idosos, os casos de hospitalização com formas graves serão entre os não vacinados. Ou seja, a proporção maior de casos graves irá acometer as pessoas que não tomaram a vacina”, disse.

Na sequência, a apresentadora do “CNN Novo Dia” ainda destacou: “No caso das crianças, (a taxa de hospitalização) que era de 0,35% poderão, sem vacina, chegar a 15%. Além dessa informação, acrescentamos que o registro para este ano de mortes por Covid-19 entre crianças e jovens é de 1.581. Isso mesmo. 1.581 pessoas entre 10 e 19 anos morreram por Covid-19 somente em 2021”.

Assista os dois momentos nos vídeos abaixo:


Postar um comentário

0 Comentários