ENEL INVESTE MAIS DE R$ 1,1 MILHÃO EM PROJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE GOIÁS

 Obra vai proporcionar economia de aproximadamente R$ 300 mil por ano na conta de energia do órgão público


A Enel Distribuição Goiás investiu mais de R$ 1,1 milhão em obra de eficiência energética na sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás, em Goiânia. A companhia trocou mais de 4 mil lâmpadas e luminárias antigas por outras de LED, que são mais econômicas, eficientes e duram até 10 vezes mais que as lâmpadas comuns. O projeto ainda contemplou a troca de 123 equipamentos de ar condicionado.

 

“A obra vai beneficiar diretamente cerca de 3 mil pessoas que circulam diariamente no local com uma iluminação de melhor qualidade e mais conforto térmico, além de proporcionar uma economia de aproximadamente R$ 300 mil por ano aos cofres públicos”, afirma o responsável pela área de Sustentabilidade da Enel Distribuição Goiás, Adriano Faria.

 

A execução do projeto vai proporcionar em torno de 775 MWh/ ano de economia de energia para a Secretaria de Segurança Pública, o equivalente ao consumo médio anual de 323 residências.




Chamada Pública

 

O projeto de eficiência energética da Secretaria de Segurança Pública de Goiás foi selecionado em chamada pública para financiamento de projetos com foco no consumo eficiente de energia elétrica. Desde 2017, quando a Enel assumiu a distribuição de energia em Goiás, já foram investidos R$ 75 milhões em 39 projetos de eficiência energética, que além de troca de lâmpadas prevê substituição de aparelhos de ar-condicionado e instalação de usinas fotovoltaicas, entre outras iniciativas. Os projetos são financiados com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

Além dos benefícios econômicos, os projetos de eficiência energética têm um impacto positivo ao meio ambiente. Ao promover o consumo sustentável e eficiente de energia, evitam a emissão de mais de 645 toneladas por ano de gás carbônico (CO2), um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. Para efeito de comparação, esse volume equivale ao plantio de 4.355 árvores por ano. “Nosso objetivo é promover o consumo inteligente e eficiente de energia. Por isso, desenvolvemos projetos e obras de eficiência energética que ajudam a disseminar a cultura do consumo racional entre os nossos consumidores”, finaliza Adriano.


Veja mais 



Postar um comentário

0 Comentários