Reprodução/InstagramDiplomata, filósofo, professor universitário, tradutor e ensaísta brasileiro, Sergio Paulo Rouanet morreu aos 88 anos.

Aos 88 anos, morreu na manhã deste domingo, 3, no Rio de Janeiro, o diplomata Sergio Paulo Rouanet. O intelectual era portador das doenças de Alzheimer e Parkinson há algumas décadas. A informação foi divulgada pelo Instituto Rouanet, organização sem fins lucrativos fundada pelo acadêmico em 2020. A causa da morte ainda não foi divulgada.

O diplomata foi o responsável pela criação da lei brasileira de incentivos fiscais à cultura, em 1991, enquanto era secretário de Cultura do governo Fernando Collor de Mello. Posteriormente, a medida que garante financiamento para o setor cultural passou a ser chamada justamente de Lei Rouanet, em homenagem ao intelectual. Membro da Academia Brasileira de Letras desde 1992 e ocupante da cadeira 34 da Academia Brasileira de Filosofia, Rouanet foi diplomata, filósofo, professor universitário, tradutor, ensaísta e começou sua trajetória acadêmica no curso de Ciências Jurídicas e Sociais da Pontifícia Universidade Católica, no Rio de Janeiro. 

Veja mais