Veja

6/recent/ticker-posts

Em carta na cadeia, Roberto Jefferson chama ministros do STF de ‘abutres’: ‘Supremo é o povo’

 Em texto  ex-deputado se diz um ‘preso político’ e reflete sobre situação do país



Em uma carta escrita na cadeia, o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, chamou os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de “abutres” e falou sobre a situação política do país. O texto foi obtido pelo programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan. Jefferson foi preso no último dia 13 por ordem do ministro Alexandre de Moraes após pedido da própria Polícia Federal, que identificou suposta atuação do político em uma milícia digital, organização voltada para proferir ataques à democracia. Ele está em Bangu 8, no Rio de Janeiro. Na carta, o ex-deputado se diz um “preso político” e afirma que “os abutres soltaram os corruptos” e traíram o povo do Brasil. Leia o texto na íntegra:

“Reflexões de um preso político

A elite tecnocrática nomeada e vitalícia, destruiu a crença de nosso povo na democracia. Qual o principal sentimento, a principal convicção, a principal certeza de fidúcia e confiança no regime da lei e da ordem? A correta, diligente e honesta aplicação da lei. Essa é a garantia da existência da justiça e sua aplicação. Segurança jurídica, igualdade, igualdade. O orgulho causado de brios e felicidades do povo brasileiro decorreu de saber que os poderosos foram alcançados pela espada da Justiça. A operação Lava Jato e suas consequências gerou expectativas, mais, convicções, de que todos são iguais perante a lei. Orgulho: igualdade perante a lei.

Políticos, juízes e empresários corruptos sendo presos e condenados à prisão e obrigados a devolver o fruto do malfeito. A papuda virou pensão dos papudos. Houve um momento de absoluta fé na lei e na ordem democrática. Até que forças satanistas, empalmadas pela sedução dos corruptores e nos comunistas, apascentou o ninho mórbido dos urubus. Os urubus abomináveis que têm se banqueteado com o pão de sangue do nosso povo, e saciado sua sede voraz de poder com as lágrimas de frustração das famílias cristãs do Brasil.

Os abutres traíram o povo honrado da pátria amada. Anularam, isto mesmo, anularam as sentenças e condenações dos poderosos, apanhados na Lava Jato. Soltaram os corruptos. Destruíram no coração de nossa gente o credo na Justiça. O que dizer a nossos filhos? O que? Traíram a boa fé do povo. Acumpliciaram-se aos gatunos. Desonraram a sagrada balança e a varonil espada. O que dizer a nossos filhos e netos? Basta! Há que haver um ponto final a esse estado tematológico de monstruosidades jurídicas. Xô urubus! Vocês traíram o povo do Brasil. Traíram nossa nação. Traíram a pátria amada. Escarneceram do espírito santo, pois defraudaram a nossa fé. Supremo é o povo. Sete de setembro rugirá a nossa indignação. Xô urubus! Vão pousar noutra comarca.

Roberto Jefferson”

Postar um comentário

0 Comentários